sexta-feira, 11 de janeiro de 2013

Solitária - A Banda mais bonita da cidade - Música

Hoje tive a oportunidade de conhecer uma nova musica da Banda mais bonita da cidade, não é bem deles, e sim uma versão
a versão original é de Luís Felipe Leprevost.




Solitaria, o nome da musica, conta a história de uma mulher que por desesperança em seu parceiro, 
acaba que por deixa-lo, mesmo que com muito esforço e lamento.
A versão da Banda conta ainda com um trecho de poema do próprio autor da música.

Se você quer ser um guitarrista do Iron Maiden
Extravagâncias, amantes, dívidas,
separações, alegações de incesto,
morte por febre,
se você quer ser um guitarrista do Iron Maiden
tem que carregar consigo um Lord Byron.
Tem que ser antigo como são antigas a bactéria,
a chaga de Cristo
e tudo o mais que a medicina não deu cabo.
De teu motor valvulado, corrosivo e perecível
você tem que extirpar cadeados de lamentos,
cruz e sacrifícios.
Você tem que ser teu próprio pronto socorro,
da selvageria que é a vida,
do osso quando arrebentam
pancadarias na arquibancada,
uma taça feita de crânio, as perfurações,
as úlceras, as lesões, as ofensas,
as injurias, os agravos.
Você tem que saber que não é invulnerável,
que vão te fazer a corte e os cortes,
nunca as suturas.
Você é antigo na dor,
faz de sangrias coaguladas o teu pranto.
Você colocou a mão esquerda na labareda,
deu-a de bandeja à palmatória.
Com a outra você cometeu haraquiri.
E o show ainda nem chegou na metade.
Luís Felipe Leprevost

E a versão da Banda, muito bem arranjada e trabalhada, e ainda com o poema, 
que choca e da um outro sentimento, e sentido a musica toda.


Quando você ler esse bilhete
Já estarei na rodoviária
Quem sabe até na alta estrada
Viajei pra um cidade
Chamada solitária
Cansei de ser joguete cacete
Cansei de ser tão maltratada
Cansei de ser joguete cacete
Cansei de ser tão maltratada
Deixei bife e arroz no microondas
Joguei na privada aquela rosa
E a aliança eu deixei pra você pagar as contas
Não levo comigo celular nem a escova
Somente sua lâmina de barbear
E uma desesperança
Chegando lá vou ficar bêbada de querosene
Vou raspar os cabelos até perder a cabeça
Vou cometer haraquiri
Mesmo sabendo que nesse momento você ri

Por Victor Verdi

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário sobre isso é muito importante pra mim! Gostou?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...